sexta-feira, 22 de junho de 2012

Espectáculo bárbaro custa 290.000 euros aos contribuintes

A câmara municipal de Angra do Heroísmo vai pagar 290.000 euros para a realização de três corridas de touros, integradas no programa das suas Festas Sanjoaninas de 2012. Infelizmente, ainda temos muito frescas na memória as imagens das touradas do passado ano, particularmente chocantes pela forma atroz e bárbara com que foram tratados os animais, touros e cavalos:



Mas este terrível espectáculo, sádico e degradante, não impediu a actual presidente da câmara municipal de congratular-se com o “bom e responsável trabalho” feito pelos organizadores destas touradas.

Toda a gente sabe que actualmente este tipo de espectáculos bárbaros só consegue manter-se devido às grandes quantidades de dinheiros públicos que constantemente são enterrados neles. E este argumento ficou ainda mais evidente agora, neste ano, quando a redução do apoio dado pela câmara municipal levou automaticamente à redução do número de corridas de touros de quatro para três.

Os 290.000 euros pagos este ano significam que cada família do município, goste ou não goste, vai contribuir aproximadamente com 32 euros para financiar estas corridas de touros. Não há dúvidas de que este dinheiro, na actual conjuntura económica e com o progressivo empobrecimento que sofrem os açorianos, seria muito melhor gasto em atender as mais graves e urgentes necessidades das famílias do município. Mas a câmara municipal não entende que seja esta a prioridade. Para ela é mais importante satisfazer os apetites duma pequena elite devoradora de dinheiros públicos.

Mas, como se toda esta degradação política não bastasse, a câmara municipal também vai organizar na praça de touros uma tourada “para crianças e idosos” e ainda uma espera de gado também para crianças. Nestes eventos nunca é respeitado o limite legal de seis anos necessário para as crianças poderem assistir a este tipo de espectáculos. Mas já estamos habituados a que a lei nunca seja respeitada no que se refere ao mundo das touradas. Assim aconteceu, com total impunidade, com a sorte de varas praticada no passado “Fórum da cultura taurina” (financiado com 75.000 euros pelo governo regional) ou com a tourada realizada em dia de luto nacional.

5 comentários:

Anónimo disse...

povo atrasado, somos um país de tristes pessoas.

Anónimo disse...

que exemplo triste da cobardia humana...

Mário disse...

Tirem o vinho e o futebol aos portugueses que voces vao ver uma revolucaozinha. Isto das touradas é so um grao de areia. No norte nao ha muito esta tradicao (felizmente). Ha as chegas de touros em montalegre em que os bichos andam as cornadas uns aos outros para gaudio dos criadores e familias.

Anónimo disse...

http://www.azores.gov.pt/JO/Serie+II/2012/S%C3%A9rie+II+N%C2%BA+122+de+26+de+Junho+de+2012/Despacho+N%C2%BA+926+de+2012.htm

Devia ser denunciado

DMS disse...

Obrigado pela informação.