quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Espectáculos sangrentos para crianças

Na recente sessão da Assembleia Regional PS, PSD, CDS, PPM e BE conseguiram envergonhar-nos a todos permitindo, com o seu voto, que as crianças possam assistir livremente a espectáculos sangrentos onde são torturados animais. Fica bem claro, e sem margem para a dúvida, qual é o nível intelectual destes partidos e qual é a sua sensibilidade e o seu respeito pelas crianças.

Na sessão da Assembleia, o deputado Aníbal Pires, da CDU, apresentou uma proposta para “impedir o acesso às touradas de praça a espectadores com menos de 16 anos de idade, com o fim de proteger as crianças e jovens de um espectáculo que é, pela sua natureza, sangrento”.

Aprovando esta simples proposta, a Assembleia tinha a possibilidade de acabar, de uma vez por todas, com uma norma vergonhosa e anacrónica que se vem arrastando desde há décadas, contrariando todo o avanço civilizacional no respeito às crianças e aos jovens e contrariando toda a legislação e acordos que têm vindo a ser desenvolvidos, neste sentido, a nível mundial.

Mas, para os referidos partidos, determinados interesses económicos são muito mais fortes e importantes que qualquer consideração de respeito às crianças ou de avanço civilizacional. Assim, todos votaram contra (o BE absteve-se, o que é praticamente o mesmo) esta proposta da CDU.

O que fazem estes partidos e estes deputados numa Assembleia Legislativa Regional, cuja finalidade deveria ser, no mínimo, elevar o desenvolvimento e o nível cultural da região? Que fazem nela, se consideram que os interesses económicos duns poucos devem impor-se ao bem comum das crianças e dos jovens açorianos? Por que insistem em envergonhar-nos a todos com este tipo de decisões que demonstram um nível ético tão indecoroso?

Sem comentários: